16 de jul de 2009

Descontração e casualidade imperam no guarda-roupa masculino do verão 2010




No Brasil, acabamos de ver os lançamentos para o prêt-à-porter feminino e masculino do verão 2009 e 2010; em Milão e Paris, acabaram de ser lançadas as coleções masculinas para o verão europeu de 2010, que vai acontecer no meio do ano que vem.

Os desfiles apontam para uma temporada bem descontraída, com maior casualidade para o guarda-roupa profissional masculino e muitas
inspirações no esporte e em atividades de lazer como a pesca e o escotismo. O humor está presente na mistura de referências que muitas vezes combina o traje tradicional masculino, como é o caso do terno com gravata, em preto e branco bem no estilo "escritório", com bermudas safári ou shorts curtinhos e botas pesadas.

AP

O próximo verão trará looks descontraídos, como este dos estilistas Dean e Dan Caten, da DSquared2


As peças esportivas também evocam viagens a países distantes, marcando uma influência étnica, com peças leves e muitas vezes decotadas, acentuando a sensualidade masculina da estação,
também presente nas transparências de tricôs, camisas e regatas.

Lado a lado à descontração das brincadeiras com formas e tecidos esportivos, está o rigor das experiências de desconstrução da alfaiataria, que também resultam em frescor, despojamento e modernidade.

Cores
A novidade está nas cores vibrantes --como o vermelho, o azul ou o alaranjado-- usados em todas as peças, ao mesmo tempo, o chamado total look, em ternos ou conjuntos de camisa, jaqueta e calça. O branco e o bege aparecem bastante em peças de baixo como o short, a bermuda ou a calça. O branco também ocorre combinado ao preto, ou em total look, em ternos ou paletós com bermudas.

O amarelo esteve bem evidente e o cinza claro esteve presente em coleções importantes, do clarinho ao mais escuro. Apesar de ser um lançamento para o verão, o preto também foi muito
visto.

Estampas
Essa não foi uma coleção muito forte para as estampas, mas pôde-se perceber um abandono dos xadrezes em detrimento das listras, dos grafismos coloridos e dos florais. As listras ocorrem em tom sobre tom, nas riscas de giz (que estão mais largas) e nos tricôs.

Tecidos
As brincadeiras e cruzamentos entre o sério e o esportivo também apareceram bastante nos tecidos, como é o caso do cetim e do tafetá aplicados em jaquetas descontraídas e de tecidos nobres usados em casacos esportivos.

O nylon foi muito visto e o acabamento em matelassê causou frisson aplicado em calças. Também foram notados tecidos brilhantes e metalizados em desfiles de Paris, enquanto alguns estilistas optaram pelos aspectos têxteis com efeitos artesanais ou o jeans com lavagens bem claras.














Shorts bem curtos foram hit das passarelas; na foto, peças da Prada e Lanvin

Peças-chave
As peças que mais causaram furor nos desfiles internacionais foram os shortinhos bem curtos, que apareceram em muitas passarelas, apontando para uma tendência forte. As calças com barras dobradas no tornozelo também marcaram a estação, com modelagens mais folgadas no quadril, afunilando em direção aos tornozelos.

Os ternos ou costumes foram apresentados com cortes mais secos e com menor número de botões, sendo que os paletós estão um pouco mais curtos e a aparência geral é de maior descontração.

Os novos ternos, mais desconstruídos, abrigam camisas sem manga de tecidos leves, decotes ousados e golas moles, e regatas, muitas vezes transparentes.

Os coletes de alfaiataria são marcados pelos exercícios de modelagens executados sobre as bases dos coletes antigos, reforçando a importância da peça na estação. Por vezes a brincadeira se expande para o universo esportivo e os coletes passam a lembrar uniformes de atletismo ou peças de natação.

Os casacos de modelagem mais séria podem receber cintos para marcar a cintura e os blazeres têm modelagens com cruzamentos entre casacos esportivos, como as parkas, com abotoamentos trocados por zíperes. As jaquetas aparecem com camisa e gravata, ainda reforçando a idéia dos cruzamentos.

Tricôs
Os tricôs surgiram com aspectos artesanais, ora leves e transparentes, ora pesados e volumosos --esses não tão interessantes para o nosso verão, mas que podem apontar tendências para o nosso inverno

0 comentários:

Postar um comentário